fbpx
Assine nossa newsletter

Como incentivar a leitura das crianças? Saiba aqui

Estimular esse hábito desde a infância é uma missão para todo adulto. Confira nossas dicas para lidar com as crianças!

fuzzymakers_fuzzymakers_image_900

Adotar bons hábitos desde a infância é uma das melhores formas de ter uma vida saudável e produtiva. Pensando nisso, reunimos algumas dicas de como incentivar a leitura das crianças, para não deixar que essa tarefa se torne um problema maior no futuro.

Ler é uma atividade que traz inúmeros benefícios. Além da aquisição do conhecimento, a literatura é uma grande oportunidade de se divertir com as mais diversas histórias. Sem contar que a criatividade é estimulada, o funcionamento do cérebro é favorecido e a capacidade de comunicação também é aprimorada. Ou seja, são muitas vantagens que não podem ser ignoradas, certo?

Portanto, acompanhe o texto para descobrir como ser um incentivador da leitura!

Seja um bom exemplo

Sua primeira responsabilidade é de ser um bom exemplo para as crianças que estão ao seu redor. Pouco adianta incentivá-las a ler mais, se elas percebem que você mesmo não faz isso.

O cuidado com as referências é importante na infância, em todos os sentidos — isto é, para o bem e para o mal. Não por acaso, os pequenos imitam os colegas da escola que mordem os outros ou que usam palavras indevidas. É muito comum que eles se espelhem nas atitudes que identificam nos ambientes em que convivem.

Logo, ter bons modelos em casa faz toda a diferença. Quando os pais têm o costume de ler livros, jornais, revistas ou qualquer outro material, é como se aquela atividade fizesse parte da rotina da casa. Os irmãos mais velhos e outros membros da família também podem servir de referência para ajudar na transmissão do hábito.

Ofereça variedade de leitura

É natural que toda pessoa tenha suas preferências na hora de ler e isso vai sendo construído ao longo da vida. Há quem não perca tempo lendo um romance, enquanto outros viram a noite para acompanhar os acontecimentos de uma boa história amorosa.

Acontece que, até que essas predileções sejam definidas, o ideal é que a criança tenha contato com diferentes tipos de textos para encontrar aqueles de que mais gosta — e não deixar a prática da leitura de lado por uma simples falta de interesse.

Nem sempre o óbvio vai funcionar, o que reforça a importância de oferecer a variedade. Apresentar contos de fadas a uma pequena menina talvez não chame tanto a sua atenção. Existem crianças que passam horas lendo enciclopédias, mas também há casos em que a atração pela leitura começa com gibis ou livros de receitas.

Essas diferenças de personalidade exigem um pouco mais dedicação. Não desista nas primeiras tentativas, porque pode ser apenas uma questão de encontrar o conteúdo “certo”.

Leve as crianças para visitar bibliotecas e livrarias

Poucos pais programam passeios com os filhos para visitar bibliotecas, museus ou eventos culturais. Até mesmo as voltas nos shoppings, normalmente, ficam em torno de lojas e parques de diversão. Consequentemente, a criança perde a chance de entender queleitura também é entretenimento.

Portanto, essa é uma atitude que deve ser repensada para tentar encaixar os livros no cotidiano e incentivar a leitura para todos. Precisa dar um presente para um amiguinho? Combinem de ir à livraria para escolher uma obra bem bacana — e, quem sabe, aproveitar a oportunidade para garantir um novo livro para a casa. A possibilidade de alugar títulos em bibliotecas é outra ótima opção.

Conheça os Fuzzy Bits

Desligue um pouco os aparelhos eletrônicos

Sem cair no extremismo de que a tecnologia é capaz de acabar com a infância da nova geração — pelo contrário, ela é essencial em muitos aspectos —, não há problema nenhum em limitar o uso dos aparelhos eletrônicos para variar as atividades em casa.

Muitas coisas boas e conteúdos educativos estão disponíveis nas plataformas virtuais, assim como assistir desenho na TV não é pecado. O que não é interessante é o excesso em qualquer situação, que pode ocorrer pela falta de incentivo ou de uma programação que tire o foco dos dispositivos eletrônicos — que, muitas vezes, são usados automaticamente no tempo ocioso.

Uma boa ideia é tentar criar uma rotina para a criança, determinando horários para conseguir conciliar todas as tarefas que precisam ser cumpridas (como higiene pessoal, alimentação, compromissos escolares etc.) e ainda variar os passatempos. Não deixe de reservar um momento diário ou algumas vezes na semana para a leitura.

Combine leitura e diversão

Um erro muito cometido pelos adultos é associar a leitura a um tipo de obrigação chata, diminuindo as chances de a criança se interessar verdadeiramente pela sua prática e aproveitar os seus benefícios. Ainda que algumas exigências façam parte da vida escolar, é importante descobrir que ler pode ser extremamente prazeroso.

E qual a forma mais fácil deentreter uma criança? Proporcionando diversão para ela! Se o seu objetivo é tornar a leitura atraente, nada melhor do que deixar essa hora mais divertida. Algumas dicas que podem ser aproveitadas nesse sentido:

– crie um cantinho de leitura agradável em casa para deixar livros, bichinhos, fantoches e outros acessórios que ajudem na missão;

– faça encenações e dê vida aos personagens para atrair a atenção dos ouvintes;

– envolva a criança nas histórias, fazendo perguntas e demandando sua participação;

– traga os assuntos dos livros para o dia a dia, relacionando o que foi lido com situações cotidianas e estimulando a memória;

– convide outras pessoas para participar das leituras e brincadeiras.

No fim das contas, a leitura será uma ferramenta de aprendizado e de aproximação com os pequenos. Já que a vida anda tão corrida e cheia de compromissos, essa é uma ótima oportunidade de ter um tempo de qualidade com as crianças e deixar um legado valioso para elas.

Nossa última sugestão para incentivar a leitura é ter muita calma e respeitar o tempo de cada um, sem adotar uma postura autoritária ou incompreensiva. Algumas pessoas vão ler o mesmo livro em um dia ou uma semana e outras vão demorar um mês. Lembre-se de que essa deve ser uma atividade prazerosa para que se torne um hábito.

Gostou das nossas dicas de como incentivar a leitura? Aproveite para ler também nosso artigo que explica como usar os videogames de uma forma mais produtiva!


Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.