fbpx
Assine nossa newsletter

Descubra como estimular a criatividade infantil

criatividade infantil

É o desejo de todos os pais que as crianças cresçam saudáveis, com uma boa educação e que possam desenvolver sua inteligência, tanto emocional quanto intelectual. E justamente nos primeiros anos de vida você pode estruturar a base para que esse desenvolvimento aconteça. Para isso, é fundamental buscar estimular a criatividade infantil.

Um dos principais fatores que levam as crianças a perderem interesse pelos estudos é a falta de um ambiente motivador que deixe a criatividade fluir. Por melhores que sejam suas intenções, um modelo de aprendizado que não instigue a curiosidade apresenta dificuldades em manter o aluno engajado e não permite o florescimento do seu potencial.

Neste texto, vamos ressaltar a importância da criatividade na evolução da criança, além de detalhar como isso pode ser impulsionado. Por fim, vamos abordar como esse conceito pode ser inserido em uma sala de aula. Confira!

⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Qual a importância de estimular a criatividade infantil?

⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Pense no futuro do aluno. Em seu caminho acadêmico, ele precisa estar preparado para formar opiniões, encontrar respostas para diversos problemas e aprender a formular pensamentos críticos. Preferencialmente, ele deve saber como passar por tudo isso sem o acompanhamento excessivo de um adulto. Para que isso se torne viável, incentivar a criatividade infantil é fundamental.

O envolvimento em atividades que proporcionem a saída da zona de conforto gera cenários em que o estudante se vê obrigado a resolver situações-problemas sem a intervenção de um mentor, o que faz com que sua atividade cerebral desenvolva soluções criativas. Esse esforço mental é imprescindível para a formação da cognição infantil.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Como a criatividade pode ser estimulada nas crianças?

⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Sabe aquela curiosidade infantil que faz o pequeno emendar uma pergunta na outra? Infelizmente, muitas famílias e até instituições de ensino não dão a devida importância a essa fase e, em alguns casos, até inibem esse tipo de comportamento. Incentivar a curiosidade e a formulação de perguntas é essencial para que a criança desenvolva um pensamento crítico, que é o combustível para o interesse em diversos assuntos.

Para elevar essa curiosidade, é importante que a criança tenha acesso a culturas diferentes da própria. Isso pode ser alcançado com livros, desenhos infantis e, principalmente, com a interação com pessoas e lugares que proporcionem algum tipo de troca cultural. Esse fator aumenta o horizonte contemplado pela criança, expandindo seu entendimento do mundo e alimentando sua curiosidade.

Além disso, é essencial que a pessoa responsável pelo aluno dê espaço para que ele possa tomar suas próprias iniciativas, permitindo que ele participe de atividades cotidianas que, geralmente, são exclusivas de adultos. Esses pequenos desafios estimulam a parte do cérebro responsável pela solução de problemas, levando à criação de soluções criativas.

A seguir, vamos dar mais algumas dicas de como estimular o senso de criatividade nas crianças. Confira!

⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Não imponha uma única forma de fazer as coisas

⠀⠀⠀⠀⠀⠀

É comum que pais e professores ensinem para as crianças como executar determinados tipos de tarefas. Mas é importante mostrar para elas que uma mesma tarefa pode ser feita de diferentes formas.

Isso é importante para que a criança desenvolva seu senso criativo, pois, a partir do momento que é imposto a ela fazer uma coisa apenas de um jeito, ela fica limitada e pode sentir dificuldade em encontrar soluções para resolver problemas.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Incentive os gostos da criança

⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Desde cedo, as crianças já mostram seus gostos. Algumas já demonstram afinidade com números, outros com dança, música e outras coisas. Quanto mais próxima a criança estiver de algo que gosta, mais ela vai ter vontade de aprender e descobrir coisas novas.

Se a criança diz que gostaria de atuar, inscreva ela em uma aula de teatro ou nas peças da escola. Se ela gosta de desenhar, incentive esse talento dela, comprando os materiais de pintura e desenho ou matriculando-a em uma escola de desenho.

Por mais que você ache que algo que a criança goste é bobo, não diga isso a ela e incentive-a a desenvolver suas habilidades. Isso pode tornar a criança um profissional criativo, de sucesso e realizado.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Deixe que ela erre e aprenda com seus erros

⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Os erros fazem parte da vida, então, quando a criança cometer uma falha, deixe que ela mesma se encarregue de corrigir seus erros e não fique corrigindo-a o tempo todo quando está fazendo algo que gosta, como um desenho, e erra uma parte. Deixe que a própria criança aprenda a identificar seus erros e criar soluções para consertar suas falhas.

Além de estimular a criatividade infantil, esse tipo de incentivo ajuda a criança a amadurecer, se tornar independente e lidar melhor com suas frustrações.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Limite o uso de tecnologia

⠀⠀⠀⠀⠀⠀

As crianças estão cada vez mais habituadas aos eletrônicos como computadores, tablets e celulares. Apesar de serem boas ferramentas de entretenimento, o uso de eletrônicos pode limitar a criatividade infantil, além de deixar as crianças dependentes da tecnologia.

Para que elas se tornem adultos criativos e independentes, elas devem ser incentivadas a brincar com outras crianças e fazer interações sociais. Por isso, é importante estabelecer dias e horários para que elas usem os recursos tecnológicos.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Deixe o tempo dela livre

⠀⠀⠀⠀⠀⠀

É comum que os pais coloquem as crianças em diversas atividades como aulas de inglês, de música, de artes marciais, teatro e diversas outras atividades. Isso é importante para mantê-las ocupadas, aguçar seu senso criativo e ainda ajudá-las a se conhecer melhor.

No entanto, é importante que a criança tenha tempo para ela mesma, pois ela pode aproveitar essas horas ou dias para descansar ou até mesmo, soltar sua imaginação. Além disso, o tempo livre faz bem para a saúde física e mental da criança — fatores essenciais para que ela se torne um adulto criativo e feliz.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Como aplicar isso em uma sala de aula?

⠀⠀⠀⠀⠀⠀

O estímulo à criatividade deve ser integral. Portanto, de nada adianta praticar isso em casa, se a escola não adota uma abordagem parecida. Assim, é essencial que os instrutores tragam para a sala de aula um método que possibilite que os alunos desenvolvam suas próprias soluções para os problemas corriqueiros.

Um exemplo é a divisão de brinquedos com os colegas. Deixar isso na responsabilidade das crianças faz com que cada uma delas chegue, de forma individual ou em grupo, a uma resolução para o problema.

Assim, é essencial diminuir atividades mecânicas em sala de aula. Em vez disso, apresente a situação a ser resolvida e, com uma supervisão leve, deixe que os alunos encontrem seus próprios caminhos para as respostas.

Estimular a criatividade infantil é essencial para que a criança cresça acostumada a tomar decisões criativas, desenvolva um pensamento crítico e tenha a curiosidade estimulada. Dessa forma, torna-se possível a formação de um aluno qualificado e interessado pelos estudos, além de um futuro adulto pronto para o que o mundo tem a oferecer.

E aí, viu como é importante estimular a criatividade infantil? Com um ambiente propício e o incentivo à tomada de decisões criativas essa tarefa se mostra muito mais fácil. Agora que você já entendeu a importância do assunto, está na hora de saber como trabalhar a desenvoltura de uma criança tímida.