fbpx
Assine nossa newsletter

Afinal, como aumentar a concentração das crianças?

As crianças são bombardeadas de estímulos a todo momento, dificultando que se concentrem melhor nas atividades. Quer saber como lidar com isso?

concentração das crianças

Para conseguirmos realizar qualquer atividade com sucesso, precisamos ter foco. Isso vale tanto para a leitura de um livro como para praticar um esporte. Diante de tantos estímulos e informações que as crianças recebem, principalmente em seus celulares e computadores, a preocupação se volta para a falta de concentração nas atividades.

Muitas crianças não conseguem terminar o que começam, pois perdem o interesse de forma rápida no que estão fazendo. Contudo, esse hábito pode prejudicar seu aprendizado e, por isso, é necessário que os pais e educadores tenham muita atenção.

Para ajudar você a lidar com essa questão, preparamos este post. Continue a leitura e descubra alguns meios de aumentar a concentração das crianças!

Por que isso acontece?

As crianças são naturalmente curiosas e enérgicas. Quando recebem uma tarefa que não consideram divertida, elas ficam entediadas e rapidamente mudam sua atenção para algo mais interessante. Por isso podemos encontrá-las em diversos momentos focadas em seu videogame ou programa de TV favorito por horas a fio. Mas quando a tarefa envolve fazer o dever de casa ou uma atividade doméstica, sua atenção começa a se desviar em minutos.

Além disso, outros fatores podem afetar a concentração das crianças, como alterações no ciclo de sono, ansiedade por um evento importante, ou distrações em seu entorno. Então, é preciso entender quais são os sinais de baixa concentração em crianças:

– Desinteresse em curto prazo;

– Incapacidade de ficar parado;

– Dificuldade em manter uma linha de raciocínio;

– Parece estar sonhando acordado;

– Dificuldade em seguir instruções;

– Incapacidade de manter as coisas organizadas.

Como manter o estímulo

As crianças têm características individuais de pensamento, comportamento e de como processam informações. Assim, não existe uma técnica universal para estimular a concentração de uma criança. Mas pequenas atividades podem ser inseridas em sua rotina para melhorar sua atenção e foco sem parecer uma tarefa árdua ou desinteressante.

Veja as dicas que selecionamos para te auxiliar nesse processo!

Fracione a tarefa

Se a criança fica muito ansiosa quando precisa concluir uma tarefa, você pode fazer uma divisão dela em atividades menores. Ao concluir as etapas, a criança se mantém motivada a seguir até finalizar a atividade por ter a sensação de progresso e movimento.

O que antes era uma grande tarefa que exigia tempo, dedicação e foco, agora se divide em pequenas tarefas que parecem mais fáceis de realizar, diminuindo a resistência. Isso pode ser aplicado ao dever de casa, tarefa doméstica ou mesmo à aprendizagem de novas habilidades.

Reduza distrações

Seja na sala de aula ou em casa, os estímulos visuais e auditivos podem desconcentrar facilmente uma criança. Durante a execução de uma tarefa o ideal é que a criança não acesse outras ferramentas além das necessárias.

Se a criança precisa fazer um projeto musical em sala de aula, o educador pode recolher os materiais que não serão utilizados como canetinhas, papéis e livros. Agora, se a criança está assistindo a aula virtualmente, os pais podem desligar a televisão e o rádio ou manter o celular afastado do pequeno durante o período da aula.

Mantenha a rotina

As crianças se deparam repetidamente com tarefas que exigem que pensem criativamente, aprendam coisas novas e mantenham constantemente sua atenção focada. Assim como qualquer habilidade, a concentração pode ser aprimorada.

Repetir a mesma atividade todos os dias no mesmo horário, eventualmente, faz com ela se torne um hábito. Se uma criança se senta para fazer o dever de casa todos os dias na mesma hora, depois de um tempo, quando chegar a hora, haverá menos esforço para ela se concentrar.

Estimule a criatividade

Brincar de colorir, desenhar ou ainda criar objetos com massinha ou sucata — além de estimular a criatividade e a coordenação motora dos pequenos — traz ganhos também para a concentração. Os pequenos precisam ter foco na escolha das cores ou materiais que vão utilizar e na execução de sua obra de arte.

A leitura também ajuda. Sua atenção se volta para a história, os cenários e os personagens, levando a mente do pequeno para o mundo da fantasia. Escolha sempre um livro de acordo com a faixa etária da criança, pois a linguagem será mais adequada facilitando a compreensão do conteúdo.

Promova o gasto de energia

A prática esportiva deve ser incentivada entre as crianças, pois estimula o raciocínio lógico, além de melhorar a memória e a concentração. Isso porque, para ter um bom desempenho, é preciso seguir regras, estar atento aos outros jogadores e ao movimento do próprio corpo.

Além disso, a atividade física vai permitir que eles gastem energia, aliviando a ansiedade, que, muitas vezes, é a grande vilã quando o assunto é foco.

Insira os jogos

As crianças aprendem e se mantém mais engajadas brincando, por isso é sempre uma boa ideia tornar as atividades um pouco mais divertidas. Isso pode ser feito com jogos variados, como:

Dominó: os jogadores devem prestar atenção para colocar a peça de modo estratégico;

Quebra-cabeças: além da concentração, é preciso ter paciência para encontrar as peças que se encaixam;

Mímica: as crianças precisam ter foco na brincadeira, tanto para adivinhar a mímica como para fazê-la para o outro jogador;

Blocos de montar: desafiam os pequenos a encontrarem a peça mais adequada para o encaixe, possibilitando construir objetos variados;

Jogo da memória: somente quem tem um olhar atento às cartas que são viradas a cada jogada consegue vencer o jogo;

Caça ao tesouro: os pais podem esconder objetos pela casa e dar dicas para a criança encontrá-los;

Videogame: a tecnologia pode ajudar, mas a dica é propor que a criança atinja uma meta a cada jogada, como avançar um determinado número de fases. Para se dar bem nos jogos de videogame, ela vai precisar de concentração e treino, o que vai desenvolver seu raciocínio lógico e pensamento estratégico.⠀⠀⠀⠀⠀

Não se esqueça das pausas

As pausas cerebrais são importantes para que a criança descanse após concluir uma tarefa e possa se concentrar ao iniciar outra. Fazer as tarefas escolares durante horas seguidas, por exemplo, acaba prejudicando a concentração.

Em casa os pais podem programar algum tipo de alarme sonoro para lembrar das pausas. Uma opção é aproveitar esses momentos para que a criança movimente o corpo e se hidrate. Já sem sala de aula, onde se levantar pode não ser uma opção, a pausa pode acontecer com algo tão simples como fechar os olhos e respirar fundo algumas vezes. O importante é garantir que a criança tenha esses momentos para reorientar a mente.

Existem muitas maneiras de aumentar a concentração das crianças, em todas elas precisamos considerar as características individuais dos pequenos. Vale a pena salientar que ter problemas com o foco não significa que a criança tenha um “problema”. Mas, definitivamente, pode causar problemas na escola e na vida cotidiana.

Com essas dicas, você consegue estimular a concentração das crianças e seu desenvolvimento. Para casos mais sérios, em que o pequeno não consegue manter o foco em nenhuma atividade ou nos estudos, o recomendado é procurar ajuda médica para investigar o que pode estar acontecendo.

Gostou do nosso post? Então, aposto que vai gostar de descobrir também como estimular o desenvolvimento cognitivo infantil!


Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert